Com máscaras, Bolsonaro e ministros fazem pronunciamento sobre coronavírus no Planalto

Presidente reuniu oito ministros e o presidente da Anvisa no Pal√°cio do Planalto. No início da fala, ele anunciou que ministro das Minas e Energia contraiu [...]

Por Portal Curiúva em 18/03/2020 às 20:30:08


Presidente reuniu oito ministros e o presidente da Anvisa no Pal√°cio do Planalto. No início da fala, ele anunciou que ministro das Minas e Energia contraiu coronavírus. O presidente Jair Bolsonaro e ministros durante pronunciamento conjunto no Pal√°cio do Planalto sobre a crise do coronavírus

Luiz Felipe Barbiéri / G1

O presidente Jair Bolsonaro reuniu ministros no Pal√°cio do Planalto no início da tarde desta quarta-feira (18) para um pronunciamento conjunto sobre medidas adotadas pelo governo contra a expans√£o do coronavírus. O presidente, oito ministros e o presidente da Agência Nacional de Vigi√Ęncia Sanit√°ria (Anvisa) usavam m√°scaras.

Ao abrir o pronunciamento, Bolsonaro informou que o ministro Bento Albuquerque (Minas e Energia),. que o acompanhou na comitiva da viagem à Flórida (EUA), na semana passada, contraiu o coronavírus. Com isso, até a última atualiza√ß√£o desta reportagem, s√£o 17 as pessoas que estiveram com Bolsonaro na viagem aos Estados Unidos e contraíram com coronavírus. Os dois exames feitos pelo presidente deram negativo, segundo ele mesmo anunciou.

Estavam presentes os ministros Braga Netto (Casa Civil), Tarcisio Freitas (Infraestrutura), Sergio Moro (Justica), Paulo Guedes (Economia), Bolsonaro, Luiz Henrique Mandetta (Saúde), Fernando Azevedo e Silva (Defesa), Rogério Marinho (Desenvolvimento Regional) e Luiz Eduardo Ramos (Secretaria de Governo), além do presidente da Anvisa, Antonio Barra Torres.

Em sua fala, Bolsonaro admitiu preocupa√ß√£o com a pandemia e disse ter o apoio do Congresso Nacional. Nesta quarta, Bolsonaro enviou para an√°lise de deputados e senadores o pedido de reconhecimento do estado de calamidade pública, que permitir√° ampliar os gastos com a pandemia sem a necesssidade de cumprir a meta fiscal deste ano.

"Externamos nossa preocupa√ß√£o. E estamos tendo todo o apoio por parte da C√Ęmara e do Senado", disse Bolsonaro.

Segundo Bolsonaro, embaixadas do Brasil no exterior trabalham para auxiliar no retorno de brasileiros que n√£o conseguem embarcar de volta, em raz√£o de países que fecharam fronteiras ou limitaram voos.

O ministro da Justi√ßa, Sérgio Moro, relatou que o governo avalia o fechamento tempor√°rio das fronteiras do Brasil com outros países, nos moldes do que foi feito em rela√ß√£o à Venezuela. O Brasil fechou a fronteira, em Roraima, mas manteve liberado o fluxo de mercadorias.

De acorco com Sergio Moro, o assunto foi tratado mais cedo em uma reuni√£o por videoconferência entre Bolsonaro e outros líderes de países do Mercosul – Uruguai, Paraguai e Argentina, além do Brasil.

"Foi importante para evitar a contamina√ß√£o porque o Brasil n√£o teria capacidade de tratar uma demanda vindo da Venezuela. Hoje, teve uma reuni√£o com o Mercosul. Est√° sendo estudada como medida sanit√°ria o fechamento de fronteiras com outros países, nos moldes desse fechamento de fronteira da Venezuela", declarou Moro.

Fonte: G1

Tags:   G1
Elis Rosa

Coment√°rios

Absoluta multimarcas