Domingo, 23 de Junho de 2024
13°C 27°C
Curiúva, PR
Publicidade

Greve dos professores: "Sindicalistas fizeram fake news", diz governador

Ratinho ressaltou que a justiça determinou que a greve é ilegal e a maioria dos professores não aderiu

03/06/2024 às 14h48
Por: Portal Curiúva Fonte: RicMais
Compartilhe:
(Foto: Reprodução/RICtv)
(Foto: Reprodução/RICtv)

O governador Carlos Massa Ratinho Junior falou na manhã desta segunda-feira (3), sobre a greve dos professores que está acontecendo em Curitiba. O protesto dos profissionais é contra a privatização de escolas públicas no estado.

Continua após a publicidade
Anúncio

Em entrevista coletiva o governador afirmou que a greve teve baixa adesão. Segundo ele, a maioria dos professores e profissionais estão em sala de aula. “Demonstração de maturidade dos nossos professores e diretores de entender que os sindicalistas fizeram um monte de fake news sobre o projeto que está sendo votado.” 

Continua após a publicidade
Anúncio

Ratinho ainda ressaltou que o projeto de privatização é um modelo que acontece em outros países pelo mundo como Inglaterra e Canadá.

“Estamos trazendo aquilo que é mais moderno para a nossa educação, justamente para ajudar o diretor e todo o sistema pedagógico poder ter mais liberdade para trabalhar e não ficar cuidando da lâmpada apagada, não ficar cuidando da descarga estragada no banheiro.”

Segundo o governador, informações da Inteligência da Polícia Militar afirmam que a maioria dos manifestantes na grave nesse momento é de professores da Universidade Federal. Ele ainda ressalta que a Justiça decretou a greve contra a privatização das escolas públicas é ilegal.

A RIC entrou em contato com a APP Sindicato sobre as falas do governador, mas ainda não teve retorno.

Greve dos professores

A concentração começou por volta das 8h, na Praça Santos Andrade, em Curitiba, e conta com profissionais da capital e também do interior do estado, que organizaram viagens para acompanhar a votação do projeto na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep).

Entre as justificativas para a paralização está a privatização de 200 colégios públicos pelo governo do estado a partir de 2025 e o fim da terceirização do cargo de funcionários dos colégios. Além disso, a categoria reivindica o pagamento da data-base, cuja dívida seria de mais de 39% com os educadores e servidores.

O Tribunal de Justiça do Paraná determinou a suspensão da greve dos professores marcada para começar nesta segunda-feira (3). O descumprimento da determin

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Curiúva, PR
15°
Tempo nublado

Mín. 13° Máx. 27°

14° Sensação
1.11km/h Vento
72% Umidade
0% (0mm) Chance de chuva
07h04 Nascer do sol
05h43 Pôr do sol
Seg 29° 15°
Ter 22° 13°
Qua 23° 12°
Qui 23°
Sex 26° 12°
Atualizado às 01h02
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,43 +0,00%
Euro
R$ 5,81 0,00%
Peso Argentino
R$ 0,01 +0,13%
Bitcoin
R$ 370,576,77 +0,77%
Ibovespa
121,341,13 pts 0.74%
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Anúncio
Publicidade
Lenium - Criar site de notícias